quarta-feira, 27 de maio de 2009

Achados e perdidos

Você perdeu algo e comenta com alguém. O alguém pergunta: - perdeu aonde?
É uma pergunta aparentemente idiota? Sim. Mas é inevitável.
É horrível perder algo e ficar passando na cabeça todos os lugares que esteve para tentar adivinhar aonde ficou o perdido. Principalmente, quando você chega a conclusão que não poderia ter perdido em nenhum daqueles lugares.
Às vezes perdemos algo que temos certeza absoluta que era impossível perder, que só pode ter sumido ou alguém pegou. Se sumiu, você perdeu. Alguém não pode pegar algo que você perdeu dentro de casa, por exemplo. Eu já perdi roupas dentro de casa. Recentemente mesmo perdi uma peça. E no entanto, recentemente, também andei fazendo uma limpa no guarda-roupa e colocando tudo o que não queria mais numa sacola. É provável que essa peça tenha ido junto sem eu perceber.
Há 7 meses casei. E adotei o nome do meu marido (só por que achava o meu pequeno*). Férias, Lua de Mel, casa bagunçada de presentes, enfim...chegou o dia em que quis mudar meus documentos. Comecei a pegar os documentos necessários para a mudança. O principal eu não achava: a certidão de casamento. Depois que você casa, nem a certidão de nascimento vale mais. O que vale é a certidão de casamento! Tá certo que é nela que tem o nome novo, mas não ter mais valor nenhum a certidão de nascimento...é um tanto estranho. É como se existisse uma divisão de vidas: antes e depois de casar. E pensando bem, é isso mesmo que acontece.
Procuramos, reviramos TUDO. E nada da certidão. Um ficava insinuando que a culpa era do outro. Mas eu tinha absoluta certeza que tinha ficado com ele.
Só tinha uma solução: tirar a 2ª via da certidão. Imagina, recém casados tirando a 2ª via de tal documento. Sem contar que eu não achava nem um pouco auspicioso ter perdido a certidão tão cedo. Fui lá morrendo de vergonha. A atendente ia ver lá a data de casamento e com certeza ia debochar de mim. Pois nunca vou esquecer a cena:
A atendente olhou a data, olhou para mim e soltou: - Não se preocupe, isso acontece sempre.
Como assim "não se preocupe"? Ela percebeu a minha vergonha. Como assim "isso acontece sempre"? Será que de cada 100 recém casados, 90 voltam lá para tirar a 2ª via?!
Peguei a 2ª via e saí de lá feliz da vida por que era exatamente igual a original.
Até hoje não fiz os documentos com o meu nome novo.
E ontem...... Ontem estávamos na minha sogra, meu marido estava procurando o contrato da pós dele, quando vejo ele achando o quê???? A CERTIDÃO DE CASAMENTO! Não consegui evitar e soltei aquela frase que todos nós adoramos dizer quando estamos certos: "eu não disse que estava com você". ;-)

*Meu nome não era pequeno e ficou ainda maior porque não tirei nome nenhum.

Um comentário:

  1. Ahahahahahahaha!
    Meeeooo, até eu sabia que tava com o Piffer.

    ResponderExcluir